quinta-feira, 27 de agosto de 2015

O SEGREDO PARA COMBATER O PECADO É A RENÚNCIA

Algumas pessoas acreditam que sempre estão passando por tempos de provações ou tempos de bonanças, mas na verdade o que acontece é que tanto as adiversidades da vida e as alegrias sempre estão por aí nos cercando, e o que medirá se o tempo é propício ou não, será meu estado de espírito. Eu acredito que sempre estamos passando por situações que nos condicionam a algo, por vezes, traz felicidades e outras não. Às vezes nos ocorre momentos em que a solidão, o medo, a depressão, a carência, a angústia, a tristeza e outros batem a nossa porta, e se isso nos levará ao chão, irá depender de alguns fatores. O primeiro fator é o nosso estado de espirito e a nossa crença. Dependendo de como estamos ou no que acreditamos, tempos difícieis, podem nos quebrar os ossos ou fortalecê-los. Outro fator é a auto-confiança e conhecimento, pessoas que conhecem bem a si mesmas e sabem quem são, consegue discernir melhor as coisas. O amor próprio ajuda-nos a não cair na dependência do outro, logo, mesmo que só, conseguimos vencer os desafios. Porém há pessoas que precisam do apoio de outras, precisam sentir alguém por perto. Claro que, é sempre bom enfrentar os males com alguém ao lado, mas é impressionante como todos somem no momento em que mais precisamos. Eu acredito muito que o ser humano não foi criado para viver sozinho, mas há sempre situações em que estamos ou executamos algo sozinhos. 



Se tratando do pecado, ocorre o mesmo, existem pecados os quais praticamos sós e na companhia de outros, como a fofoca, a gula, a mentira, disseminação do ódio e por aí vai. Quando praticamos um pecado com alguém ou com várias pessoas, temos a falsa sensação de que ''não é pecado'', pelo fato de não estarmos sós nessa. Outro erro é o medo de perder o prestígio e até os amigos, acabamos indo na onda dos outros, e pecamos; para não sermos o chato, diferente, radical, quadrado, o santinho. Para quem busca realmente a santidade de vida, terá que se acostumar com os poucos amigos e com a incompreensão das pessoas, isto é fato. Agora, quanto ao pecado pessoal, aquele que você comete só, sem o auxílio ou companhia de ninguém, com certeza, esse é o mais desafiador. Como entender e lhe dá com essa situação, quando muitas vezes a nossa carne e razão pulsam mais fortes. Eu antes acreditava que o fato de querer viver a vontade de Deus, me daria, de modo automático e instântaneo, a facilidade de não cair em tentação, de fazer sempre tudo correto aos olhos de Deus, e isso não é verdade. Querer a vontade de Deus na sua vida não te afasta do pecado e das tentações, muitas pessoas não se acham até dignas de se chamarem filhos e filhas de Deus, porque sempre cometem os mesmos erros que desagradam a Deus. Sofrem, sem entender o porque cometem pecados mesmo sem que os queiram. Eu demorei a entender que o pecado sempre irá andar comigo. Haverá situações em que alguns deles desaparecerão, mas com a medida do tempo, outros também virão. A questão é o que eu devo fazer, pois é inevitável não passar um momento de fraqueza. Não devemos nos preocupar com o porquê a tentação nos veem mas o que devemos fazer quando isso acontece. Santa Tereza de Ávila nos revela o segredo que é a renúncia. Demorei para compreender isso, que o pecado sempre andará comigo, mas o que farei com ele é o que fará toda a diferença na minha vida. Tereza nos diz que o pecado não sai de dentro de nós, sempre que tivemos desejos, ímpetos ou disposições devemos renunciar tais coisas por amor e obediência a Deus.

Flavinha
。◕‿◕。

Nenhum comentário:

Postar um comentário